fbpx

“Acolhi Jesus em minha casa”

pessoas ao redor de uma mesa
Missionários foram acolhidos numa família.

Anualmente cada missionário da Aliança de Misericórdia realiza uma missão itinerante inspirada na Palavra evangélica de Lucas:

“Depois disto o Senhor designou outros setenta e dois discípulos e enviou-os dois a dois, à sua frente, a todas as cidades e lugares aonde Ele havia de ir”. (Lc 10, 1)

Assim a fazem; colocam na mochila um troca de roupa, com material básico de higiene, documentos e pé na estrada, para onde o Espírito Santo mostrar.

Um trio de missionários partiu para o interior do nordeste do Brasil, a procura de um coração aberto a ouvir a Boa Nova e esta aventura resultou em belas experiências. Confira:

Foi um passo no escuro

“Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas.”

Me faltam palavras para expressar todo carinho, amor e atenção que Deus nos dá quando resolvemos confiar Nele. A experiência da missão itinerante, sem dúvidas, foi um passo no escuro.

Assim como os apóstolos, saí em trio sem levar nada, indo aonde o Espírito me levasse.

Quando senti no coração a vontade de viver essa experiência, não fazia ideia do que me esperava e confesso: no fundo tinha muito medo da frustração.

Cada dia, sentíamos (eu, Bruno e a Geneide) que Deus estava cuidando de tudo. Até mesmo os sinais de confirmação e Palavra Ele nos mostrava.

Cada pessoa que conhecemos, cada história partilhada, cada carro que parava para ajudar. Eu sentia que Deus estava ali presente como quem diz “vim com vocês para essa missão”.

A primeira experiência foi a mais forte. Quando chegamos em Exu-PE, me senti acolhida por pessoas que eu nunca tinha visto. Não tinha explicação a sensação de que Deus estava presente, pois sozinhos jamais iríamos alcançar tantas providências.

Em um dos dias de missão fomos até a igreja adorar e me recordo que o João, um jovem que nos acolheu na cidade, disse para mim: “quando chegar segunda, que a professora me perguntar o que fiz no feriado, vou dizer que acolhi Jesus em minha casa, que estava com Ele todos esses dias”.

Diante das várias experiências, outra nos chamou atenção.

Em visita a uma jovem com depressão, sua irmã relatou que semanas atrás tinha rezado e pedido a Deus que enviasse anjos para ajudar sua irmã e sentia que nossa visita era a resposta de sua oração.

Com a missão itinerante conseguimos viver de forma concreta a força da palavra que nos diz:

”O Espírito do Senhor está sobre mim porque o Senhor me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração…” (Isaías 61, 1).

Alline Fontenelle

Leia também: Missionários itinerantes chegam até ao Paraguai

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password