A Porta dos Peixes – Palavra do mês de Maio/2019

 “A porta dos peixes foi reconstruída pelos filhos de Sena, que lhe puseram as vigas e fixaram-lhe as portas, os ferrolhos e as trancas.” (Ne 3,3).

O significado da Segunda Porta

 Estamos meditando a segunda porta que permite às pessoas saírem e entrarem em Jerusalém, a “Cidade Santa”. Esta é uma porta de trabalho e de atividade, situada na direção noroeste do templo, com vista para o mar e dela entravam e saíam os que vendiam os peixes apanhados no mar ou no lago de Tiberíades.

Era um acesso para o mercado de peixe, onde se negociava e comercializava. O princípio da restauração do suprimento. A preocupação de Deus em restaurar o meio para trabalharmos e adquirirmos suprimento.

No livro do Profeta Neemias, estas portas não têm somente um significado físico para os israelitas e para nós, mas, também um sentido espiritual, que juntos iremos perscrutar este texto e trazê-los para a nossa vida em comunidade. É importante sublinhar que esta porta foi completamente reconstruída.

O autor do livro de Neemias utiliza sempre o verbo no sentido reedificar e ou reconstruir. Na raiz hebraica da palavra “peixe”, encontramos o sentido de “crescimento”, “reprodução”, “mover-se rapidamente”.

LEVE A PALAVRA ONDE QUER QUE VOCÊ VÁ! ACESSE NESTE LINK O WALLPAPER

Isso pode nos lembrar o chamado ao crescimento numérico, à reprodução de nossas vidas, novos filhos, novos peixes, novas ovelhas, novos homens e mulheres que creem em Jesus.

Sem dúvidas, esta porta é rica de ensinamentos, porque indica a porta da atividade, da ação, indica o “se mover para”. Para fazer isso, Neemias nos dá uma dica importantíssima, que para reconstruir esta porta, os construtores devem primeiramente “curar” todos os particulares antes de abri-la novamente.

Abrir-se ao Amor de Deus

“A porta dos peixes foi reconstruída pelos filhos de Sena, que lhe puseram as vigas e fixaram-lhe as portas, os ferrolhos e as trancas.” (Ne 3,3).

Quando falamos de “restauração”, precisamos pensar que antes de organizar o que está fora de nós, o Espírito Santo deseja Ele mesmo organizar, voltar aos devidos lugares, todos os particulares do nosso interior, antes de nós, seus discípulos, irmos evangelizar os povos.

É assim, se você tem parado de trabalhar naquilo que o Senhor te pede, tem enterrado seus dons e talentos, é sinal que existem áreas que precisam ser restauradas em sua vida. Me permita te dizer: se levante! Como diz o texto, se fortifique com suas fechaduras e ferrolhos, e abra-se somente para o amor de Deus.

É extremamente importante preparar-se para proclamar a Palavra. As nossas pregações, formações e encontros.

Para que o anúncio do Evangelho seja eficaz, além de abandonar-nos na graça do Espírito, devemos rezar, colocarmo-nos na presença de Deus e também, conhecermos o lugar em que iremos, sua situação social, política, religiosa, estudar com diligência e discernirmos qual é a Palavra de Deus que aquele povo quer e precisa escutar para converter-se e voltar o seu coração ao Senhor.

Preparar o coração para acolher o Espírito

Assim, quero convidar você que ao aproximar-se dos jovens, adultos, famílias, não vivamos um encontro superficial, não preparado. O Espírito Santo precisa do nosso cuidado, amor e atenção para agir nos corações destes irmãos que Ele nos confia.

Não podemos seguir “o fanatismo dos nossos tempos”, onde alguns afirmam que é suficiente se abandonar no Espírito. Note bem que o profeta Neemias nos ajuda a compreender que os construtores reconstroem aperfeiçoando todos os particulares da porta.

A nossa preparação e o nosso estudo, permitirão ao Espírito Santo, ser mais penetrante nas almas de quem nos escuta. Nos é pedido como pregadores não sermos superficiais e preguiçosos, mas, sermos profundos.

“A porta dos peixes foi reconstruída pelos filhos de Sena, que lhe puseram as vigas e fixaram-lhe as portas, os ferrolhos e as trancas.” (Ne 3,3).

LEVE A PALAVRA ONDE QUER QUE VOCÊ VÁ! ACESSE NESTE LINK O WALLPAPER

A pesca será abundante

A vida pública de Jesus é para nós um grande ensinamento. No Evangelho de São Mateus, Jesus quando percorria toda a Galileia, Ele ensinava nas sinagogas e anunciava a Boa Nova do Reino, curando todas as espécies de doenças e enfermidades do povo.

Eu diria, devemos sair das portas dos peixes, isso mesmo, precisamos sair das sacristias, dos conventos, das grandes basílicas indo ao encontro do povo. É tempo de trabalho, de atividade, de mover-se em favor dos últimos.

Eles estão esperando e precisam de nós, da nossa palavra, do nosso exemplo, da nossa doação. Lembremo-nos sempre de que a promessa do Senhor é clara, e a pesca será abundante.

É assim para todo o Movimento Aliança de Misericórdia: “ide em todas as cidades anunciado a Boa Nova para todos”. A semente que nós lançamos, cai em cada terreno, seja ele bom ou ruim. Nenhum de nós deve interessar-se se vai frutificar ou não. Importante é que todos possam escutar a Palavra. Lembre-se: TODOS!!!

Trabalhar sem cessar

Queridos, devemos acreditar. A semente de um modo ou em outro, ela dará fruto, quando e como nós não sabemos, mas precisamos acreditar. Nossa missão é um ato de fé. Deus as vezes não nos permite ver o que acontece nas almas que acompanhamos, aconselhamos e cuidamos.

Creio, que é para nos ajudar a viver a humildade e não querer necessariamente ver as respostas pensando que somos nós os protagonistas. O protagonista é somente Ele, e é Ele a Palavra.

Saiba o segredo: devemos voltar a porta dos peixes com as redes cheias, carregadas de muitos peixes. É assim mesmo! Precisamos ter coragem. É necessário evangelizar com a certeza de que a pesca será abundante.

LEVE A PALAVRA ONDE QUER QUE VOCÊ VÁ! ACESSE NESTE LINK O WALLPAPER

“A porta dos peixes foi reconstruída pelos filhos de Sena, que lhe puseram as vigas e fixaram-lhe as portas, os ferrolhos e as trancas.” (Ne 3,3).

Sem sossego, sem esperar, sem por limites, Deus nos pede para levar de volta muitas almas que esperam, que tem sede, que perderam o rumo, que “são” ou “se dizem” ateias.

Quantas pessoas são perdidas, quantos jovens vivem nas drogas, no sexo desregrado, quantos procuram somente dinheiro e luxo, quantos vivem na tristeza, depressão, desmotivados, pessoas que desistiram de viver.

Jesus pede para você ser aquele pescador que abrindo a portas dos peixes dão nova vida e esperança à Igreja. Sem dúvidas, Jesus precisa do nosso sim.

Deus te abençoe!

Sempre juntos!

Pe. Antonello Cadeddu

Fundador da Aliança de Misericórdia

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password