Virgem Maria, a mais empoderada por Deus

A Virgem Maria é, sem dúvidas, a mais empoderada das mulheres. Mas, nesse tempo, em particular, muito se ouve sobre o empoderamento feminino, a luta desenfreada de auto afirmação de tantas feministas. Etimologicamente o que isso significa?

Empoderamento vem de: ato de dar ou conceder poder para si próprio ou para outro. Também dar autoridade, habilitar, promover, afirmar alguém, ou ainda, investir de autoridade.

Empoderamento feminino é um conceito usado por grupos feministas, onde alguns mais radicais chegam a reivindicar socialmente uma independência das mulheres frente aos homens; como uma briga contra o que se chama de patriarcado masculino, exigindo lugares historicamente masculinos para as mulheres.

A mais empoderada

Bem, o que rapidamente vemos na atual sociedade é a perca e declínio dos valores e princípios divinos sonhados por Deus para nós mulheres. Encontramos hoje, mulheres cada vez mais fracas emocionalmente, com inseguranças inerentes ao seu papel como filha, esposa, mãe. Muitas irmãs violentadas no seu direito de se mulher, meninas que encontramos nas ruas desfiguradas, forçando uma imagem que não combina nem com sua estrutura física, quando não, até mutiladas em suas partes mais nobres.

Deus nos livre de contrapor qualquer luta a favor das mulheres, mas centremos foco, “Naquela” que o Senhor escolheu dentre todas, para ser o nosso maior modelo de Empoderamento feminino no Espírito Santo.

Maria Santíssima, a cheia de graça e mais empoderada pelo Espírito, nos indica o caminho das pedras para bem fazermos a Vontade do Senhor, com sua humildade, colocando-se como SERVA:

Eis aqui a serva do Senhor (Lc1,38).

Maria, a mais empoderada das mulheres

Serva por excelência

Ela abdica de tudo para bem servi-Lo, através do cuidado para com os necessitados, como na visitação à sua prima Isabel (Lc 2, 29ss), com toda peculiaridade de um começo de gravidez, que nós mães bem sabemos o que significa.

Notamos em seu “Sim”, uma disponibilidade que sai da tamanha fé no Seu Senhor, em se colocar aberta à Sua vontade, mesmo sem entender “como se daria isso” (cf. Lc 1, 34). Uma fé sem voltas, sem questionamentos.

Quantas vezes exigimos das pessoas e de Deus, justificativas para nossas tomadas de atitudes? Se não, colocamos dificuldade em receber aquilo que o Senhor nos apresenta.

Questionamos a abertura à vida em nosso casamento, a quantidade de tempo que devo dedicar à minha família, a Deus, ao próximo, tudo é emergente, mas será que aquilo que nos empenhamos tanto em fazer nos traz a paz desejada, ou nos dividimos tanto que aos poucos vamos nos desfigurando e nem mesmo sabemos quem somos nem pra que Deus nos criou? Que Empoderamento feminino é esse que me desfigura e faz com que eu me perca de mim mesma?

Maria, a mais empoderada das filhas de Deus

Onipotência suplicante

Maria nos indica em sua sabedoria divina, que sua força vinha do Senhor, não de sua capacidade humana, e obteve isso, vivendo o primeiro de todos mandamentos: “Ouve o Israel”. Dando tempo e ordenando seus ouvidos a captar o que o Senhor queria que ela fizesse a cada instante.

A exemplo disso, notamos sua presença marcante nas Bodas em Caná (cf. Jo 2,1ss), onde atenta à necessidade dos noivos, intercede a Jesus o primeiro milagre. A ONIPOTÊNCIA SUPLICANTE de Maria Santíssima é a sua missão até hoje, e o que nos faz gratos por tê-La como nossa fiel intercessora.

São Bernardo, falecido em 1153, é autor da célebre sentença: “Deus quis que recebamos tudo por Maria” e S. Luís de Montfort, no seu “Tratado da Verdadeira Devoção a Virgem Santíssima”, resume tudo dizendo: “Deus Pai ajuntou todas as águas e denominou-as mar; reuniu todas as graças e denominou-as Maria”.

Olhando as infinitas virtudes da nossa Mãe, nasce em nós um desejo enorme de também trilharmos o caminho que Ela fez, de pedirmos esse Empoderamento Espiritual. Também de tornarmo-nos aquilo que o Senhor sonhou pra nós mulheres de fé, cheias do Espirito Santo, que geram vida onde o Senhor nos coloca, tornando-nos senhoras de si, à exemplo de Maria Santíssima, a mais empoderada de todas as mulheres criadas por Deus.

Vivian Rinaldi,
Casada e Missionária da Comunidade de Vida

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password