Shemá Israel | Palavra do mês de Março – 2018

SHEMÁ ISRAEL

“Ouve, ó Israel” (Dt 6,4)

As Palavras do livro do Deuteronômio, capítulo 6, versículos 4 à 8 são, sem dúvida, as mais amadas pelo povo de Israel: elas contêm a essência da Lei, que se sintetiza no amor e, ao mesmo tempo, tornam-se a oração mais cara do povo eleito o “Shemá” (=escuta).

Nestas palavras encontra-se o alimento diário que sustenta a fé da espiritualidade bíblica: “Ouve, ó Israel! O Senhor, nosso Deus, é o único Senhor. Amarás o Senhor, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças. Os mandamentos que hoje te dou serão gravados no teu coração.

Tu os inculcarás a teus filhos e deles falarás, seja sentado em tua casa, seja andando pelo caminho, ao te deitares e ao te levantares. Há de prendê-los à tua mão como sinal, e os levarás como uma faixa frontal diante dos teus olhos” (Dt 6,4-8). De fato, é este o primeiro mandamento da lei e o verdadeiro segredo da vida espiritual: “Escuta Israel”!

Um Deus que se deixa encontrar

O Deus da Bíblia é um Deus que se revela, que sempre se manifesta e que continuamente toma a iniciativa do amor, procurando o homem que se tornou incapaz de conhecê-Lo por causa do pecado, fugindo da Presença do Criador: “Adão, onde estás?” (Gn 3,9).

O nosso Deus é um Deus–Amor que, por isso, se comunica, que escuta, que se compadece, que fala, que desce para libertar o seu povo oprimido e esmagado por todo tipo de escravidão, fruto do pecado (cf. Ex 3,7-12).

BAIXE NESTE LINK O WALLPAPER DA PALAVRA DO MÊS DE MARÇO

O Deus, que Jesus veio nos revelar, é a “Palavra viva” que do nada chama à existência e sustenta todas as coisas; um Deus que fala, chama e conduz o seu povo de toda a história da salvação e que se revela plenamente em Cristo Jesus, a “Palavra feita carne”, “imagem do Deus invisível”, que nos ama até a morte e morte de Cruz.

Por isso, São João começa o seu Evangelho lembrando-nos que, antes de tudo e como princípio de tudo, está a Palavra: “No princípio era a Palavra, a Palavra estava com Deus e a Palavra era Deus… tudo foi feito… a Palavra se fez carne e habitou entre nós e nós vimos a Sua Glória…” (cf. Jo 1,1-14).

Ouvir para conhecer e salvar-se

Muitos não sabem que por 538 vezes, na Bíblia, Deus não cansa de repetir o convite à escuta. Sabe por quê? Para curar a nossa surdez! Você entende que se a salvação vem pela Palavra, o inimigo fará de tudo para que nos tornemos surdos à Palavra, distraídos, entorpecidos.

Não é exagero dizer que o princípio de todos os nossos pecados e a causa de todos os males é a ignorância da Palavra: “O meu povo perece por faltas de conhecimento!” (Os 4,6), clama o Senhor.

A maior ameaça à nossa salvação, o caminho mais fácil para a nossa condenação eterna é a falta de escuta. Veja o que diz São Paulo na carta aos Romanos:

“Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Mas como poderiam invocar aqueles que não creram? E como poderiam crer aqueles que não ouviram? E como poderiam ouvir sem pregador? … pois a fé vem pela pregação e a pregação pela Palavra de Cristo!” (Rm 10,13-17).

A surdez que rouba a salvação

O demônio que mais devemos temer não é aquele das manifestações terrificantes dos exorcismos, mas aquele que, silenciosamente e despercebido, nos torna “surdos e mudos” à Palavra de Deus.

Contra este demônio “surdo e mudo”, em particular, se deu a luta de Jesus nos evangelhos, pois é o demônio que tornou duro, insensível, impenetrável o coração dos fariseus, dos saduceus, dos escribas, de tantos de nós e de todos aqueles que não sabem surpreender-se perante a Misericórdia do Senhor manifestada na simplicidade e na beleza do Santo Evangelho!

BAIXE NESTE LINK O WALLPAPER DA PALAVRA DO MÊS DE MARÇO

“Ouve, ó Israel” (Dt 6,4)

O verdadeiro desafio da vida espiritual é voltar-nos à Palavra, à escuta desta Palavra vivida que dá Vida à nossa vida e que se escuta de verdade, colocando-a em prática.

O Evangelho só se escuta e se compreende praticando-o, pois, a sabedoria humana é contrária à loucura do Evangelho de Cristo. Só a Palavra de Cristo sabe transmitir vida, alegria, liberdade, paz e fecundidade ao nosso coração inquieto:

  • Dai e vos será dado” (Lc 6,38);
  • Quem procura a sua vida a perderá” (Lc 17,33);
  • Todas as vezes que fizestes isso a um destes pequeninos, que são meus irmãos, foi a mim que o fizestes!” (Mt 25,39b);
  • Deus escolheu o que é fraco para confundir os fortes” (1Cor 1,27).

O primeiro mandamento

Muitas vezes, gosto de brincar perguntando para o povo: “Qual é o primeiro mandamento?”. Logicamente todos respondem: “Ama o Senhor teu Deus de todo coração, com toda a tua alma, com toda a tua força”, mas não é assim!

Não poderei amar a Deus sem antes escutar a Palavra que me faz conhecer a Deus e me revela o que é o amor! É Deus que, amando-me por primeiro, se revela para mim, me ama, me salva, me ensina a amar de verdade, me conduz pela sua Palavra. Jesus mesmo ensina no Evangelho de Marcos: “O primeiro mandamento é ‘Escuta Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor’” (Mc 12,29; cf. Dt. 6,4).

É maravilhoso perceber que, no Evangelho de Marcos, Deus Pai nos fala, diretamente, uma só vez, num só versículo, dos 648 que constituem este Evangelho. Mas, para dizer o quê? Para nos dizer que “este é o meu Filho predileto, escutai-O!” (Mc 9,7b). Este é o continuo apelo do Pai ao nosso coração, fonte de todas as outras graças: Escutai-O!

“Ouve, ó Israel” (Dt 6,4)

A Palavra que liberta

Lembro-me de um jovem que se destruía por quatro vícios: fumo, álcool, droga e prostituição. Sofria, se consumia sem conseguir se libertar, até o dia em que abriu o coração a Jesus e à sua Palavra. Deus o libertou de tudo, de uma vez. Ele entendeu que o verdadeiro pecado que o amarrava e o escravizava era a falta de escuta daquela Palavra viva que, como um batismo de fogo, transformou a sua vida.

Lembro-me de uma mãe que vivia oprimida por tantos problemas relacionais e econômicos na sua casa, até o dia em que decidiu levantar mais cedo para escutar, meditar, estudar a Palavra. Procurou-me depois de um mês para dizer-me: “Padre, mudou tudo, como por encanto uma Vida nova entrou em minha vida, na minha família”.

Lembro-me de um jovem noviço que não conseguia ficar puro e caia frequentemente na masturbação. Começou a ler a Palavra, a escutá-la com amor e alimentar-se dela.

Encontrou a alegria da pureza, pois: “Como poderá um jovem manter puro o seu caminho? Escutando a tua Palavra!” (Sl 119,9).

Como, então, viver esta Palavra?

Simplesmente, obedecendo ao apelo do coração do Pai, reservando tempo diário para escutá-Lo de verdade: “Escuta, Israel!” (Dt 6,4). “Este é o meu Filho predileto, escutai-O” (Mc 9,7b).

Pe. João Henrique

Fundador da Aliança de Misericórdia

 BAIXE NESTE LINK O WALLPAPER DA PALAVRA DO MÊS DE MARÇO

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password