fbpx

Paixão de Nosso Senhor – “O Rei está suspenso”

Evangelho segundo São João 18,1-19,42

“Depois disso, Jesus, sabendo que tudo estava consumado, e para que a Escritura se cumprisse até o fim, disse: ‘Tenho sede’. Havia ali uma jarra cheia de vinagre. Amarraram numa vara uma esponja embebida de vinagre e levaram-na à boca de Jesus. Ele tomou o vinagre e disse: ‘Tudo está consumado’. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito.

Palavra da Salvação.

Clique aqui para abrir uma Playlist preparada para esse dia.
Ouça no Spotify ou Deezer:
Amor de Cruz 

Para refletir e orar:

Hoje viveremos com o Senhor a Sua morte. Caminhemos junto dEle até o Calvário. Acompanhemos o Seu sofrimento, Sua dor, Sua fortaleza para levar até o fim o Seu amor por nós.

Hoje, a Igreja nos convida a olhar e adorar a Santa Cruz. Santa porque nela encontra-se pregado o Santo dos santos. Santa porque nela “a maldição que havia de recair sobre nós, caiu sobre Ele, que foi castigado por nossos crimes e esmagado por nossas iniquidades; o castigo que nos salva pesou sobre Ele; fomos curados por suas santas chagas” (Is 53, 3-5).

Entre neste mistério de amor que envolve a sua vida. Foi por você, por seus pecados e por suas feridas que o Rei está suspenso na Cruz. O Verbo Eterno do Pai deixou-se ser ultrajado e humilhado por você. Era pensando em ti, na sua história que Ele se entregou.

Dirá Santo Agostinho: “Fiquemos maravilhados, regozijados, agradecidos; amemos, louvemos e adoremos, porque é pela morte de nosso Redentor que nós fomos chamados da morte à vida, do exílio à nossa pátria, da mágoa à alegria”.

Ao olharmos para as últimas palavras de Jesus, relatadas no Evangelho de hoje: “Tenho sede” e “está tudo consumado”, vemos uma humanidade que sente uma necessidade de salvação e, ao mesmo tempo, esta completude salvífica que se realiza na cruz – “está tudo consumado”.

Portanto, caríssimos irmãos e irmãs, entreguemos a Cristo crucificado as nossas “sedes” de amores, buscadas em tantos lugares, pessoas, coisas, e, deixemos ser salvos pela plenitude que a Santa Cruz nos oferece.

 Pensamento:

Fora da Cruz não há outra escada por onde se suba ao céu” (Santa Rosa de Lima).

Propósito:

Pedir a graça ao Espírito Santo de me aproximar da Santa Cruz de Cristo, para poder abraçar as cruzes diárias que me são apresentadas como escada para o céu.

 

Pe. Gilson Garcia

Sacerdote e missionário da Aliança de Misericórdia

0 Comments

    Leave a Comment

    dezoito − 11 =

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password