fbpx

Novena de São Francisco de Sales

Reze conosco a Novena de São Francisco de Sales

Primeiro Dia da Novena de São Francisco de Sales

Oração inicial:

Ó bem-aventurado São Francisco de Sales, em tua vida sobressaíste em todas as virtudes, no amor à Deus e ao próximo, no exemplo de mansidão e amabilidade e no fervor missionário.
Inspirado nisto, eu recorro a ti e humildemente coloco-me sob a tua proteção imediata e direção espiritual, para obter de Deus a minha perfeita conversão.
A ti, que como bispo missionário promoveste a conversão de milhares de almas à Santa Igreja, peço tua oração pela conversão de meus familiares e amigos à fé católica.
Ensina-me, São Francisco de Sales, a fixar os olhos no Céu; que eu possa generosamente enfrentar todos os obstáculos que se apresentam no meu caminho, e atingir um dia a glória no Céu com o auxílio da tua intercessão.
Peço a tua amizade todos os dias aqui e na vida eterna. Sejas, para mim, um diretor espiritual e um amigo. Inspira-me com teu exemplo e ajuda-me a ser amável, humilde, brando e generoso. Ore sempre a Deus por mim. Amém.

1º dia – Meditação: O AMÁVEL SANTO

“A figura de São Francisco de Sales não pertence àquelas que possam ser descritas em termos muito limitados. Eleva-se altaneira e clara diante de nosso espírito, mais alta do que as montanhas da Sabóia (região onde ele nasceu e viveu), mais clara do que o céu sorridente que se espelha nas águas azuis do pequeno lago de Annecy (onde morou como bispo). De Fato, São Francisco de Sales era o mais amável entre os santos, e Deus o enviou ao mundo numa hora de tribulação”. Com isso, o Papa São João XXIII expressou o que já impressionava sumamente os contemporâneos de São Francisco de Sales. Sua amabilidade discreta superou aos poucos a desconfiança dos homens intimidados no Chablais (onde SFS foi missionário por mais de cinco anos). Sua bondade indulgente atraía especialmente os pobres e marginalizados. Pela sua paciência amável sabia apaziguar inúmeros litígios e reconciliar entre si os adversários. “Com uma gota de mel se atrai mais moscas do que com um barril de vinagre”, dizia ele mesmo. Suportava com tranquilidade inabalável as injúrias e ofensas contra sua pessoa. Quando, certa vez, se encontrou com um caluniador malévolo, disse: “Mesmo que me tivesse arrancado uma vista, com a outra olharia amigavelmente para o senhor”.
Havia, no entanto, naquele tempo, como até hoje, quem interpretasse sua bondade como fraqueza, sua mansidão como um feliz dom natural, sua amabilidade como uma tática calculada. Na verdade, ela é uma virtude constantemente exercitada no seguimento de Jesus Cristo. “Quem for ao encontro do próximo com a bênção da suavidade”, diz ele, “será o mais perfeito seguidor de Nosso Senhor”; e “isto, no fundo, é tudo: um coração manso para o próximo e um coração humilde para Deus”.

Orações finais:

Ó Deus, nosso Pai, que fizestes de São Francisco de Sales vosso confessor e bispo para a salvação de tantas almas, testemunhando com a sua vida que sois um Deus de ternura e de misericórdia, por sua intercessão, nós vos pedimos: enviai sobre nós o vosso Espírito Santo para que nos ensine a ternura, a compaixão, a misericórdia, e nos chame à reconciliação e à comunhão convosco e com nossos irmãos.
Pedimos para que o vosso amor impere em nossos corações e nos torne amáveis, benignos e generosos com todas as pessoas, especialmente aquelas que convivem dia a dia conosco.
Também por intercessão de São Francisco de Sales, vos pedimos a conversão de nossos entes familiares à fé católica. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

PAI NOSSO, AVE MARIA, GLÓRIA

“Senhor Jesus, em oração uma vez Vos pedi e pedirei sempre que faça eu a Vossa amorosa vontade todos os dias da minha miserável e frágil vida.
Nas Vossas mãos, bom Deus, entrego o meu espírito, o meu coração, a minha memória, o meu entendimento e toda a minha vontade.
Concedei, porém, que com tudo Vos sirva, Vos ame, Vos agrade e sempre Vos louve. Amém.”

Segundo Dia da Novena de São Francisco de Sales

Oração inicial:

Ó bem-aventurado São Francisco de Sales, em tua vida sobressaíste em todas as virtudes, no amor à Deus e ao próximo, no exemplo de mansidão e amabilidade e no fervor missionário.
Inspirado nisto, eu recorro a ti e humildemente coloco-me sob a tua proteção imediata e direção espiritual, para obter de Deus a minha perfeita conversão.
A ti, que como bispo missionário promoveste a conversão de milhares de almas à Santa Igreja, peço tua oração pela conversão de meus familiares e amigos à fé católica.
Ensina-me, São Francisco de Sales, a fixar os olhos no Céu; que eu possa generosamente enfrentar todos os obstáculos que se apresentam no meu caminho, e atingir um dia a glória no Céu com o auxílio da tua intercessão.
Peço a tua amizade todos os dias aqui e na vida eterna. Sejas, para mim, um diretor espiritual e um amigo. Inspira-me com teu exemplo e ajuda-me a ser amável, humilde, brando e generoso. Ore sempre a Deus por mim. Amém.

2º dia – Meditação: O SOLÍCITO CURA DE ALMAS

Desde sua infância, através de estudos aprimorados, São Francisco de Sales se preparara interiormente para colocar-se todo a serviço da Igreja e dos homens e mulheres. Quando se aproximou o dia da ordenação sacerdotal, apoderou-se do seu coração temor diante da responsabilidade “de segurar em suas mãos e de realizar pela sua palavra o que nem sequer os anjos são capazes de compreender e de enaltecer devidamente”, mas também alegria sobre a vocação imerecida ao santo serviço.
Sempre celebrava a Santa Missa com tanto respeito e recolhimento que edificava profundamente a todos os que o observavam. Assim que se aproximava do altar, todos os pensamentos de distração o deixavam. Queria dar a todos o acesso à riqueza do sacrifício da Missa e possibilitar-lhes a participação interior.
A meta de sua pregação era conseguir aquilo para o qual o Salvador veio ao mundo: “para que todos tivessem vida e a possuíssem em abundância”. Já como neo-sacerdote, aproveitava cada oportunidade para anunciar a palavra de Deus, a ponto que seu pai lhe dizia: “tu pregas demais!”. Mais tarde, ele declarou que lhe era mais fácil aceitar uma pregação do que rejeitar um convite de pregar. Ele mesmo avaliou o número de suas pregações em 4 mil, mais ou menos.
Como sacerdote e como bispo dedicava muito tempo da pastoral ao sacramento da Penitência. Com inesgotável paciência dedicava-se especialmente aos pobres e desajeitados. Mediante sua bondade, sabia conduzi-los ao arrependimento verdadeiro e à conversão. Incansavelmente exortava-os à comunhão mais frequente. Sua casa estava sempre aberta para todos os que procuravam um conselho (muito ao desagrado dos outros residentes) e todos voltavam consolados e reanimados. Seu zelo apostólico o fez “tudo para todos”.

Orações finais:

Ó Deus, nosso Pai, que fizestes de São Francisco de Sales vosso confessor e bispo para a salvação de tantas almas, testemunhando com a sua vida que sois um Deus de ternura e de misericórdia, por sua intercessão, nós vos pedimos: enviai sobre nós o vosso Espírito Santo para que nos ensine a ternura, a compaixão, a misericórdia, e nos chame à reconciliação e à comunhão convosco e com nossos irmãos.
Pedimos para que o vosso amor impere em nossos corações e nos torne amáveis, benignos e generosos com todas as pessoas, especialmente aquelas que convivem dia a dia conosco.
Também por intercessão de São Francisco de Sales, vos pedimos a conversão de nossos entes familiares à fé católica. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

PAI NOSSO, AVE MARIA, GLÓRIA

“Senhor Jesus, em oração uma vez Vos pedi e pedirei sempre que faça eu a Vossa amorosa vontade todos os dias da minha miserável e frágil vida.
Nas Vossas mãos, bom Deus, entrego o meu espírito, o meu coração, a minha memória, o meu entendimento e toda a minha vontade.
Concedei, porém, que com tudo Vos sirva, Vos ame, Vos agrade e sempre Vos louve. Amém.”

Terceiro Dia da Novena de São Francisco de Sales

Oração inicial:

Ó bem-aventurado São Francisco de Sales, em tua vida sobressaíste em todas as virtudes, no amor à Deus e ao próximo, no exemplo de mansidão e amabilidade e no fervor missionário.
Inspirado nisto, eu recorro a ti e humildemente coloco-me sob a tua proteção imediata e direção espiritual, para obter de Deus a minha perfeita conversão.
A ti, que como bispo missionário promoveste a conversão de milhares de almas à Santa Igreja, peço tua oração pela conversão de meus familiares e amigos à fé católica.
Ensina-me, São Francisco de Sales, a fixar os olhos no Céu; que eu possa generosamente enfrentar todos os obstáculos que se apresentam no meu caminho, e atingir um dia a glória no Céu com o auxílio da tua intercessão.
Peço a tua amizade todos os dias aqui e na vida eterna. Sejas, para mim, um diretor espiritual e um amigo. Inspira-me com teu exemplo e ajuda-me a ser amável, humilde, brando e generoso. Ore sempre a Deus por mim. Amém.

3º dia – Meditação: O DEFENSOR DA FÉ

A atividade de São Francisco de Sales se deu no pós-guerras religiosas, que na França seguiram o cisma ocidental e sacudiu também sua pátria Sabóia. Um ano depois de sua ordenação sacerdotal, partiu para reconquistar à Fé católica, os habitantes do Chablais, que ele considerava irmãos desgarrados, e reconduzi-los à unidade da Igreja.
Segundo sua opinião teológica, cada um aceitará a Fé católica se vier a conhecê-la e a ser convencido da verdade dela. Por isso, Francisco exigiu, num memorial sobre a reunificação na Fé, que a pregação católica fosse permitida em lugares e regiões heréticas.
Já no dia de sua chegada em Thonon, ele mesmo começou a pregar diante de poucos ouvintes. Apoiado na revelação da Sagrada Escritura e da Tradição, na doutrina dos Santos Padres e no Magistério da Igreja, expunha aos calvinistas as verdades fundamentais da Fé católica e as defendia contra as heresias. Mas porque a maioria do povo não ousava assistir às pregações dele, distribuía, além disso, os seus ensinamentos por meio de panfletos que, juntados, foram editados, após a sua morte, sob o título de “Controvérsias”.
Estas Controvérsias foram uma das razões pela qual São Francisco de Sales, em 1877, foi declarado Doutor da Igreja. Nelas “irradiam-se um admirável conhecimento de teologia, um excelente método, uma irresistível força de argumentos, tanto na refutação da heresia como na apresentação da verdade católica” (Pio IX).
Na defesa da fé conduziu-o tanto o seu amor pela Igreja como também seu zelo pela salvação dos homens. Francisco estava convencido de que “quem fala com amor, prega suficientemente contra a heresia”. No seu memorial mostra-se disposto a concessões amplas “desde que se conserve a Fé” a qual defende com toda força e com todo o amor.

Orações finais:

Ó Deus, nosso Pai, que fizestes de São Francisco de Sales vosso confessor e bispo para a salvação de tantas almas, testemunhando com a sua vida que sois um Deus de ternura e de misericórdia, por sua intercessão, nós vos pedimos: enviai sobre nós o vosso Espírito Santo para que nos ensine a ternura, a compaixão, a misericórdia, e nos chame à reconciliação e à comunhão convosco e com nossos irmãos.
Pedimos para que o vosso amor impere em nossos corações e nos torne amáveis, benignos e generosos com todas as pessoas, especialmente aquelas que convivem dia a dia conosco.
Também por intercessão de São Francisco de Sales, vos pedimos a conversão de nossos entes familiares à fé católica. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

PAI NOSSO, AVE MARIA, GLÓRIA

“Senhor Jesus, em oração uma vez Vos pedi e pedirei sempre que faça eu a Vossa amorosa vontade todos os dias da minha miserável e frágil vida.
Nas Vossas mãos, bom Deus, entrego o meu espírito, o meu coração, a minha memória, o meu entendimento e toda a minha vontade.
Concedei, porém, que com tudo Vos sirva, Vos ame, Vos agrade e sempre Vos louve. Amém.”

Quarto Dia da Novena de São Francisco de Sales

Oração inicial:

Ó bem-aventurado São Francisco de Sales, em tua vida sobressaíste em todas as virtudes, no amor à Deus e ao próximo, no exemplo de mansidão e amabilidade e no fervor missionário.
Inspirado nisto, eu recorro a ti e humildemente coloco-me sob a tua proteção imediata e direção espiritual, para obter de Deus a minha perfeita conversão.
A ti, que como bispo missionário promoveste a conversão de milhares de almas à Santa Igreja, peço tua oração pela conversão de meus familiares e amigos à fé católica.
Ensina-me, São Francisco de Sales, a fixar os olhos no Céu; que eu possa generosamente enfrentar todos os obstáculos que se apresentam no meu caminho, e atingir um dia a glória no Céu com o auxílio da tua intercessão.
Peço a tua amizade todos os dias aqui e na vida eterna. Sejas, para mim, um diretor espiritual e um amigo. Inspira-me com teu exemplo e ajuda-me a ser amável, humilde, brando e generoso. Ore sempre a Deus por mim. Amém.

4º dia – Meditação: O RENOVADOR DA IGREJA

No seu discurso inaugural como Preboste (um cargo eclesiástico daquela época), Francisco de Sales confessou a culpa coletiva da Igreja no cisma: culpa coletiva pelos males entre o clero e a decadência na vida religiosa. Como bispo, trabalhava sistematicamente na reforma da Igreja, cujo efeito repercutia além das fronteiras de sua diocese.
Antes de tudo, exortava os sacerdotes ao estudo, pois, dizia ele: “A ciência é o oitavo sacramento para o clero”. Deu-lhes uma instrução fundamental sobre a administração do sacramento da Penitência e decretou, nos sínodos diocesanos, as diretrizes necessárias para a renovação da pastoral. Para a admissão à Ordem sacerdotal e para a transmissão de uma paróquia, ele insistia na aptidão necessária. Nomeava sacerdotes exemplares e capacitados para os cargos importantes e lhes dava a sua total confiança.
Seu empenho quanto à reforma dos mosteiros mundanizados foi lento e apenas parcialmente coroado de êxito. Tentava, especialmente ajudado por religiosos de boa vontade, reformar as comunidades interiormente. Apenas como meio extremo, ele usava de rigor, para excluir escândalos públicos e possibilitar um reinício.
Primeiramente Francisco catequizava pessoalmente na sé episcopal e organizava, mais tarde, a catequese em toda a diocese, para remediar a ignorância do povo. Ele promovia o ensino para todos, nomeando religiosos com o fim de fundarem e dirigirem escolas.
A força motriz mais eficaz da renovação era o exemplo de sua própria vida, que se distinguia fundamentalmente da conduta de muitos bispos daquela época. Nas suas visitas canônicas, muito cansativas, ele chegava aos lugares mais remotos de sua diocese. Ele pregava, administrava o sacramento da Crisma, mas também aconselhava e consolava. Assim, os fieis chegaram a conhecer, estimar e amar o seu bispo; e com isso o coração se lhes abriu para a renovação da vida cristã.

Orações finais:

Ó Deus, nosso Pai, que fizestes de São Francisco de Sales vosso confessor e bispo para a salvação de tantas almas, testemunhando com a sua vida que sois um Deus de ternura e de misericórdia, por sua intercessão, nós vos pedimos: enviai sobre nós o vosso Espírito Santo para que nos ensine a ternura, a compaixão, a misericórdia, e nos chame à reconciliação e à comunhão convosco e com nossos irmãos.
Pedimos para que o vosso amor impere em nossos corações e nos torne amáveis, benignos e generosos com todas as pessoas, especialmente aquelas que convivem dia a dia conosco.
Também por intercessão de São Francisco de Sales, vos pedimos a conversão de nossos entes familiares à fé católica. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

PAI NOSSO, AVE MARIA, GLÓRIA

“Senhor Jesus, em oração uma vez Vos pedi e pedirei sempre que faça eu a Vossa amorosa vontade todos os dias da minha miserável e frágil vida.
Nas Vossas mãos, bom Deus, entrego o meu espírito, o meu coração, a minha memória, o meu entendimento e toda a minha vontade.
Concedei, porém, que com tudo Vos sirva, Vos ame, Vos agrade e sempre Vos louve. Amém.”

Quinto Dia da Novena de São Francisco de Sales

Oração inicial:

Ó bem-aventurado São Francisco de Sales, em tua vida sobressaíste em todas as virtudes, no amor à Deus e ao próximo, no exemplo de mansidão e amabilidade e no fervor missionário.
Inspirado nisto, eu recorro a ti e humildemente coloco-me sob a tua proteção imediata e direção espiritual, para obter de Deus a minha perfeita conversão.
A ti, que como bispo missionário promoveste a conversão de milhares de almas à Santa Igreja, peço tua oração pela conversão de meus familiares e amigos à fé católica.
Ensina-me, São Francisco de Sales, a fixar os olhos no Céu; que eu possa generosamente enfrentar todos os obstáculos que se apresentam no meu caminho, e atingir um dia a glória no Céu com o auxílio da tua intercessão.
Peço a tua amizade todos os dias aqui e na vida eterna. Sejas, para mim, um diretor espiritual e um amigo. Inspira-me com teu exemplo e ajuda-me a ser amável, humilde, brando e generoso. Ore sempre a Deus por mim. Amém.

5º dia – Meditação: O GUIA DA PERFEIÇÃO

Vida verdadeiramente religiosa não pode restringir-se a cumprir mais ou menos os deveres religiosos e, fora disso, levar uma vida de ateu. Já antes de sua ordenação sacerdotal, Francisco fundara a confraria da Santa Cruz, que obrigava os seus membros à recepção mais frequente dos sacramentos, a prática da caridade fraterna e à ação apostólica. Mais tarde, graças a seus sermões, um número cada vez maior de fieis de diversos estados de vida, sentia-se atraído a uma vida religiosa mais intensa e lhe pedia instruções mais explícitas.
Apesar de todo o peso que lhe causaram, os deveres do encargo de administrar e de reformar a diocese, o bispo assumiu pessoalmente a direção espiritual de tais pessoas, mediante escritos básicos, entrevistas e inúmeras cartas, demonstrava-lhes um caminho para a plenitude da vida cristã, apropriado para o estado e nas circunstâncias de vida em questão.
Das instruções gerais e dos conselhos pessoais à sua parenta, Senhora Charmoisy, originou-se a “Filoteia”, uma instrução para os que aspiram a perfeição cristã. Nela São Francisco de Sales demonstra o fato e a maneira como isso é possível em cada estado de vida e profissão, que se deve assumir, porém, em cada caso, formas diferentes. Então a piedade não pode prejudicar nenhuma profissão. Além disso, a devoção tornará a vida cristã atraente, amável e desejável a outros.
Para que, no entanto, cada um possa escolher o caminho que lhe é apropriado, Francisco recomenda insistentemente confiar-se a um guia espiritual experimentado, o qual poderá ser consultado conforme a necessidade. Francisco era o mais excelente guia para a perfeição.
Pela sua “Filoteia” Francisco de Sales é reconhecido como mestre de piedade. O Concílio Vaticano II confirmou sua doutrina sobre a vocação de todos à santidade. O Papa São Paulo VI o chama de “novo professor da vida espiritual”.

Orações finais:

Ó Deus, nosso Pai, que fizestes de São Francisco de Sales vosso confessor e bispo para a salvação de tantas almas, testemunhando com a sua vida que sois um Deus de ternura e de misericórdia, por sua intercessão, nós vos pedimos: enviai sobre nós o vosso Espírito Santo para que nos ensine a ternura, a compaixão, a misericórdia, e nos chame à reconciliação e à comunhão convosco e com nossos irmãos.
Pedimos para que o vosso amor impere em nossos corações e nos torne amáveis, benignos e generosos com todas as pessoas, especialmente aquelas que convivem dia a dia conosco.
Também por intercessão de São Francisco de Sales, vos pedimos a conversão de nossos entes familiares à fé católica. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

PAI NOSSO, AVE MARIA, GLÓRIA

“Senhor Jesus, em oração uma vez Vos pedi e pedirei sempre que faça eu a Vossa amorosa vontade todos os dias da minha miserável e frágil vida.
Nas Vossas mãos, bom Deus, entrego o meu espírito, o meu coração, a minha memória, o meu entendimento e toda a minha vontade.
Concedei, porém, que com tudo Vos sirva, Vos ame, Vos agrade e sempre Vos louve. Amém.”

Sexto Dia da Novena de São Francisco de Sales

Oração inicial:

Ó bem-aventurado São Francisco de Sales, em tua vida sobressaíste em todas as virtudes, no amor à Deus e ao próximo, no exemplo de mansidão e amabilidade e no fervor missionário.
Inspirado nisto, eu recorro a ti e humildemente coloco-me sob a tua proteção imediata e direção espiritual, para obter de Deus a minha perfeita conversão.
A ti, que como bispo missionário promoveste a conversão de milhares de almas à Santa Igreja, peço tua oração pela conversão de meus familiares e amigos à fé católica.
Ensina-me, São Francisco de Sales, a fixar os olhos no Céu; que eu possa generosamente enfrentar todos os obstáculos que se apresentam no meu caminho, e atingir um dia a glória no Céu com o auxílio da tua intercessão.
Peço a tua amizade todos os dias aqui e na vida eterna. Sejas, para mim, um diretor espiritual e um amigo. Inspira-me com teu exemplo e ajuda-me a ser amável, humilde, brando e generoso. Ore sempre a Deus por mim. Amém.

6º dia – Meditação: O DOUTOR DO AMOR DE DEUS

“A devoção não é mais do que uma agilidade e vivacidade espiritual com que a caridade produz em nós as suas obras, ou nós as fazemos por ela, com prontidão e complacência”; ela é “um degrau mais alto do amor”. No “Tratado do Amor de Deus” Francisco de Sales fundamentou teologicamente e levou até o mais alto grau da mística esta constatação já apresentada no primeiro capítulo da Filoteia.
Fundamento de sua doutrina é, em contraposição à doutrina de Calvino, a imagem otimista de Deus e do homem. A essência de Deus é o amor, o imanente fluxo divino da vida. É próprio do amor difundir-se e comunicar-se. Por isso Deus criou o mundo como revelação de sua essência e o ser humano como sua coroação, conforme sua imagem e semelhança.
Por essa razão o ser humano está em íntima relação com Deus e tem por natureza a inclinação de amar a Deus sobre todas as coisas. “O homem é a perfeição do universo; o espírito a perfeição do homem; o amor, a do espírito; e a caridade é a perfeição do amor. Por isso o amor de Deus é o fim, a perfeição e a excelência do universo” (TAD X,1).
Por amor, Deus uniu-se à natureza humana na pessoa do Verbo encarnado. Mediante a graça santificante – Francisco de Sales a chama de ‘santo amor’ – que nos faz membros do seu Corpo Místico, seremos participantes da vida divina e capacitados a corresponder ao amor. “O amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” (Rm 5,5).
“Em que consiste a perfeição? É seguro que ela consiste no santo amor, que abrange o amor a Deus e ao próximo. No entanto, segundo opinião comum, não são chamados perfeitos aqueles que possuem o santo amor, mas somente os que o possuem num grau sublime e primoroso, quer dizer, aqueles que têm um excelente amor a Deus e ao próximo” (DA 12, 172).

Orações finais:

Ó Deus, nosso Pai, que fizestes de São Francisco de Sales vosso confessor e bispo para a salvação de tantas almas, testemunhando com a sua vida que sois um Deus de ternura e de misericórdia, por sua intercessão, nós vos pedimos: enviai sobre nós o vosso Espírito Santo para que nos ensine a ternura, a compaixão, a misericórdia, e nos chame à reconciliação e à comunhão convosco e com nossos irmãos.
Pedimos para que o vosso amor impere em nossos corações e nos torne amáveis, benignos e generosos com todas as pessoas, especialmente aquelas que convivem dia a dia conosco.
Também por intercessão de São Francisco de Sales, vos pedimos a conversão de nossos entes familiares à fé católica. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

PAI NOSSO, AVE MARIA, GLÓRIA

“Senhor Jesus, em oração uma vez Vos pedi e pedirei sempre que faça eu a Vossa amorosa vontade todos os dias da minha miserável e frágil vida.
Nas Vossas mãos, bom Deus, entrego o meu espírito, o meu coração, a minha memória, o meu entendimento e toda a minha vontade.
Concedei, porém, que com tudo Vos sirva, Vos ame, Vos agrade e sempre Vos louve. Amém.”

Sétimo Dia da Novena de São Francisco de Sales

Oração inicial:

Ó bem-aventurado São Francisco de Sales, em tua vida sobressaíste em todas as virtudes, no amor à Deus e ao próximo, no exemplo de mansidão e amabilidade e no fervor missionário.
Inspirado nisto, eu recorro a ti e humildemente coloco-me sob a tua proteção imediata e direção espiritual, para obter de Deus a minha perfeita conversão.
A ti, que como bispo missionário promoveste a conversão de milhares de almas à Santa Igreja, peço tua oração pela conversão de meus familiares e amigos à fé católica.
Ensina-me, São Francisco de Sales, a fixar os olhos no Céu; que eu possa generosamente enfrentar todos os obstáculos que se apresentam no meu caminho, e atingir um dia a glória no Céu com o auxílio da tua intercessão.
Peço a tua amizade todos os dias aqui e na vida eterna. Sejas, para mim, um diretor espiritual e um amigo. Inspira-me com teu exemplo e ajuda-me a ser amável, humilde, brando e generoso. Ore sempre a Deus por mim. Amém.

7º dia – Meditação: O FUNDADOR DE ORDEM RELIGIOSA

A aspiração à perfeição, na escola de São Francisco de Sales, despertava em algumas pessoas o desejo de se consagrarem exclusivamente a Deus na vida religiosa. Para homens haviam novas ordem florescentes. Mulheres, porém, idosas ou viúvas, moças de frágil constituição ou com defeitos corporais, não conseguiam ser admitidas nas Ordens existentes. Para elas Francisco de Sales, juntamente com Joana Francisca de Chantal, criou um “refúgio” na Visitação: sem austeridades externas e sem o Ofício prolongado no coro, porém com a abnegação radical ao amor próprio. Suas filhas espirituais deveriam ter “os pés calçados, porém o coração descalço”.
Na primeira fase da Visitação até a mudança em uma Ordem enclausurada, as Irmãs não fizeram votos solenes, mas, mediante uma simples oblação, dedicavam-se a Deus e ao serviço na comunidade. “Nós não temos nenhum outro vínculo senão o vínculo do amor”, escrevera o fundador no livro das profissões, “pois ele é o vínculo da perfeição”.
Antes de tudo, ele queria dar a Deus “Filhas de Oração”. E isso aconteceu. Elas progrediram muito na aspiração à perfeição e algumas aos mais elevados graus da oração. Assim, na pessoa de Santa Margarida Maria Alacoque, a Visitação estava preparada para receber e para guardar as revelações do Sagrado Coração de Jesus.
Conforme a intenção do Santo Fundador, as Irmãs deveriam unir o serviço de Maria aos pés do Mestre ao serviço de Marta. Por isso, nos primeiros tempos elas desempenhavam o serviço aos pobres e enfermos fora do mosteiro e aceitavam temporariamente algumas senhoras que aspiravam a uma vida cristã, para os exercícios na sua comunidade. Quando, por motivo da clausura papal, isso não foi mais possível, restava, pela prática do amor cordial entre as Irmãs, ainda bastante oportunidade para o serviço de Marta. Desde o início o espírito da Visitação era um espírito de humildade e suavidade.

Orações finais:

Ó Deus, nosso Pai, que fizestes de São Francisco de Sales vosso confessor e bispo para a salvação de tantas almas, testemunhando com a sua vida que sois um Deus de ternura e de misericórdia, por sua intercessão, nós vos pedimos: enviai sobre nós o vosso Espírito Santo para que nos ensine a ternura, a compaixão, a misericórdia, e nos chame à reconciliação e à comunhão convosco e com nossos irmãos.
Pedimos para que o vosso amor impere em nossos corações e nos torne amáveis, benignos e generosos com todas as pessoas, especialmente aquelas que convivem dia a dia conosco.
Também por intercessão de São Francisco de Sales, vos pedimos a conversão de nossos entes familiares à fé católica. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

PAI NOSSO, AVE MARIA, GLÓRIA

“Senhor Jesus, em oração uma vez Vos pedi e pedirei sempre que faça eu a Vossa amorosa vontade todos os dias da minha miserável e frágil vida.
Nas Vossas mãos, bom Deus, entrego o meu espírito, o meu coração, a minha memória, o meu entendimento e toda a minha vontade.
Concedei, porém, que com tudo Vos sirva, Vos ame, Vos agrade e sempre Vos louve. Amém.”

Oitavo Dia da Novena de São Francisco de Sales

Oração inicial:

Ó bem-aventurado São Francisco de Sales, em tua vida sobressaíste em todas as virtudes, no amor à Deus e ao próximo, no exemplo de mansidão e amabilidade e no fervor missionário.
Inspirado nisto, eu recorro a ti e humildemente coloco-me sob a tua proteção imediata e direção espiritual, para obter de Deus a minha perfeita conversão.
A ti, que como bispo missionário promoveste a conversão de milhares de almas à Santa Igreja, peço tua oração pela conversão de meus familiares e amigos à fé católica.
Ensina-me, São Francisco de Sales, a fixar os olhos no Céu; que eu possa generosamente enfrentar todos os obstáculos que se apresentam no meu caminho, e atingir um dia a glória no Céu com o auxílio da tua intercessão.
Peço a tua amizade todos os dias aqui e na vida eterna. Sejas, para mim, um diretor espiritual e um amigo. Inspira-me com teu exemplo e ajuda-me a ser amável, humilde, brando e generoso. Ore sempre a Deus por mim. Amém.

8º dia – Meditação: O HOMEM DE ORAÇÃO

O relacionamento entre Deus e o homem possibilita a “elevação do coração” a Deus na oração. Para Francisco de Sales a oração é expressão do amor e, juntamente com os sacramentos, o alimento principal para o seu crescimento.
Francisco de Sales apreciava todas as formas de oração comunitária, especialmente a oração litúrgica da Igreja. Ele louvava o Ofício solene do seu cabido e participava dele de boa vontade. Defendia a oração precatória e a invocação dos Santos, especialmente de Nossa Senhora. Pela sua intercessão, em Paris, viu-se livre de mais profunda angústia. Em agradecimento ele fez a promessa de rezar o rosário todos os dias, o que cumpriu até o fim da vida.
Na sua vida de oração e na sua doutrina sobre a vida espiritual, Francisco de Sales dá a preferência à oração interior. Para exercer-se nela, ele ofereceu um método simples. Nas dificuldades oferecia conselhos concretos, de maneira comum na “Filoteia” e, de modo individual, em muitas cartas. Pelo exercício fiel, sob a influência da graça, esse método pode ser simplificado ou até se tornar desnecessário; então, no diálogo do amor, a oração meditativa passa para a contemplativa. Francisco de Sales descreveu isso no “Tratado do Amor de Deus” em suas diversas formas e degraus.
A oração interior não deve ser isolada da vida, ela deve levar a uma convivência íntima com Deus no recolhimento espiritual, deve levar à expressão espontânea do amor na situação concreta da vida, por meio de pensamentos frequentes em Deus em curtas e fervorosas elevações do coração. “Ora, é neste exercício de recolhimento espiritual e das orações jaculatórias que se estriba a grande obra da devoção; pode suprir a falta de todas as outras orações, mas a falta dele quase não pode ser compensado por nenhum outro meio. Sem ele, não se pode seguir bem a vida contemplativa e nem tampouco desempenhar bem a vida ativa.

Orações finais:

Ó Deus, nosso Pai, que fizestes de São Francisco de Sales vosso confessor e bispo para a salvação de tantas almas, testemunhando com a sua vida que sois um Deus de ternura e de misericórdia, por sua intercessão, nós vos pedimos: enviai sobre nós o vosso Espírito Santo para que nos ensine a ternura, a compaixão, a misericórdia, e nos chame à reconciliação e à comunhão convosco e com nossos irmãos.
Pedimos para que o vosso amor impere em nossos corações e nos torne amáveis, benignos e generosos com todas as pessoas, especialmente aquelas que convivem dia a dia conosco.
Também por intercessão de São Francisco de Sales, vos pedimos a conversão de nossos entes familiares à fé católica. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

PAI NOSSO, AVE MARIA, GLÓRIA

“Senhor Jesus, em oração uma vez Vos pedi e pedirei sempre que faça eu a Vossa amorosa vontade todos os dias da minha miserável e frágil vida.
Nas Vossas mãos, bom Deus, entrego o meu espírito, o meu coração, a minha memória, o meu entendimento e toda a minha vontade.
Concedei, porém, que com tudo Vos sirva, Vos ame, Vos agrade e sempre Vos louve. Amém.”

Nono Dia da Novena de São Francisco de Sales

Oração inicial:

Ó bem-aventurado São Francisco de Sales, em tua vida sobressaíste em todas as virtudes, no amor à Deus e ao próximo, no exemplo de mansidão e amabilidade e no fervor missionário.
Inspirado nisto, eu recorro a ti e humildemente coloco-me sob a tua proteção imediata e direção espiritual, para obter de Deus a minha perfeita conversão.
A ti, que como bispo missionário promoveste a conversão de milhares de almas à Santa Igreja, peço tua oração pela conversão de meus familiares e amigos à fé católica.
Ensina-me, São Francisco de Sales, a fixar os olhos no Céu; que eu possa generosamente enfrentar todos os obstáculos que se apresentam no meu caminho, e atingir um dia a glória no Céu com o auxílio da tua intercessão.
Peço a tua amizade todos os dias aqui e na vida eterna. Sejas, para mim, um diretor espiritual e um amigo. Inspira-me com teu exemplo e ajuda-me a ser amável, humilde, brando e generoso. Ore sempre a Deus por mim. Amém.

9º dia – Meditação: TODO DEDICADO A DEUS

O amor não apenas se manifesta na oração, enchendo-nos de “entusiasmo e de fogo abrasador de Deus”, mas, se ele for autêntico, “difundirá em nós a sólida resolução, a firmeza de ânimo e a inviolável obediência requerida para cumprir as determinações da Vontade divina” (TAD VI, 1). Francisco de Sales vivia de modo exemplar este amor ativo.
Ele não conhece apenas a vontade de Deus revelada nos mandamentos, conselhos e inspirações, que podemos aceitar ou rejeitar, mas também a Vontade do seu beneplácito, reconhecível nos acontecimentos, nos desígnios da Providência. “Contemplando o mal em si, certamente ninguém o pode amar; contemplando-o, no entanto, na sua origem, isto é, na Providência divina, então ele se torna infinitamente amável” (TAD IX, 8), pois a Vontade de Deus é sempre o seu amor”. O amor ativo leva à resignação e à equanimidade. “A resignação prefere a Vontade de Deus em tudo… Ora, a indiferença é superior à resignação, porque não ama nada senão por amor da Vontade de Deus” (TAD IX, 4).
A entrega à Vontade de Deus capacita São Francisco de Sales, mesmo em momentos dolorosíssimos – como a morte de sua mãe extremamente amada – de dizer com perfeita resignação: “Deus seja bendito!”. Logo após a fundação da Visitação, quando a Madre Chantal adoecera gravissimamente, ele aguardava o desfecho da doença com santa resignação; estava disposto a aceitar a Vontade de Deus, nem que lhe fosse mais agradável “contentar-se apenas com a nossa simples tentativa”.
“Quando fui sagrado bispo”, confessa ele mais tarde, “Deus me tirou de mim mesmo, para me querer só para si; então ele me deu ao povo, quer dizer, ele me transformou de tal maneira que de lá por diante não vivia mais para mim”, porém para o seu povo. É esse o mais profundo mistério de sua santidade: o êxtase da ação ou da vida, “que, sob todos os ângulos, está além e sobre a nossa condição humana”. Nisso ele vê realizada a palavra de São Paulo: “Eu vivo, mas já não sou eu, é Cristo que vive em mim” (Gl 2, 20). E ele acrescenta: isso quer dizer: “deixar nossa vida puramente humana para levar uma vida mais elevada. Essa nova vida é o amor. Isso significa, porém, viver não só com critérios humanos, mas por razões sobre-humanas. Esse modo de viver há de ser um arrebatamento contínuo e um perpétuo êxtase no agir e obrar” (TAD VII, 6).

Orações finais:

Ó Deus, nosso Pai, que fizestes de São Francisco de Sales vosso confessor e bispo para a salvação de tantas almas, testemunhando com a sua vida que sois um Deus de ternura e de misericórdia, por sua intercessão, nós vos pedimos: enviai sobre nós o vosso Espírito Santo para que nos ensine a ternura, a compaixão, a misericórdia, e nos chame à reconciliação e à comunhão convosco e com nossos irmãos.
Pedimos para que o vosso amor impere em nossos corações e nos torne amáveis, benignos e generosos com todas as pessoas, especialmente aquelas que convivem dia a dia conosco.
Também por intercessão de São Francisco de Sales, vos pedimos a conversão de nossos entes familiares à fé católica. Por Cristo nosso Senhor. Amém.

PAI NOSSO, AVE MARIA, GLÓRIA

“Senhor Jesus, em oração uma vez Vos pedi e pedirei sempre que faça eu a Vossa amorosa vontade todos os dias da minha miserável e frágil vida.
Nas Vossas mãos, bom Deus, entrego o meu espírito, o meu coração, a minha memória, o meu entendimento e toda a minha vontade.
Concedei, porém, que com tudo Vos sirva, Vos ame, Vos agrade e sempre Vos louve. Amém.”

 

Veja também: São Francisco de Sales como o Colérico pode ser conhecido como o Santo da doçura

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password