fbpx

Maria Paola no Céu

 

Segue uma bela partilha da Micheli Araújo, missionária de vida na Aliança de Misericórdia, e que por muito tempo acompanhou Maria Paola no período de sua doença.

“Caríssimos irmãos,

No próximo dia oito de junho celebramos oito anos da partida de Maria Paola para o céu. Gostaria de partilhar com vocês uma experiência que vivi essa semana.
Estamos reorganizando o quarto onde ela dormia, reunindo as poucas coisas que ficaram, esse é o desejo dos presidentes, pois, reunindo seus pertences, teremos as lembranças de uma pessoa que foi tão importante para nós e que é fundamental na nossa história. Com isso, teremos o “memorial” da Maria Paola.

Ali, recolocando as coisas no lugar passou um filme na minha cabeça; era uma mistura de tristeza e alegria, mistura de saudade… não sei definir o sentimento, mas era algo muito bom.

A forma com que a Maria Paola se relacionava com Deus sempre foi fonte de inspiração, pois não eram necessárias grandes visões, ou fórmulas belíssimas de orações. Deus se fazia presente em pequenos gestos, nas falas do mais pequenos, enfim, muitos já conhecem essa característica dela.
No meio dessa organização tiveram duas coisas que me chamaram atenção, não é nada de extraordinário, pois eu sempre vi esses objetos ali: eram uma caixa de papelão e um cestinho.

Quando estava recolocando as coisas, vi um cestinho de palha que ficava na prateleira em cima da imagem de Maria, e ali tinham intenções de oração, fotos de pessoas que ela rezava. Achei interessante porque ali tinha nome de missionários, fotos de Filhos da Aliança, famílias do bairro e me lembrei de quantas vezes ela me pediu de acrescentar pedidos ali e nas celebrações da Palavra ela citava o cestinho de oração (creio que esses pedidos ainda estão sob a sua intercessão, até eu fiquei com vontade de colocar meu nome lá.

Maria Paola

Uma outra coisa foi a “caixa das flores”: é simplesmente uma caixa com estampa de flores onde ficavam as cartas, os bilhetes, um desenho…etc, coisas que se tornaram resposta ou pequeno sinal da presença de Deus. É como se eu ouvisse ela dizendo novamente: “Micheli, por favor, coloca na “caixa das flores”.

Bom, irmãos talvez isso seja uma coisa tão pequena, mas quis partilhar com vocês, porque nelas, pude sentir que a vida é simples e que as coisas que nos condicionam e que nos motivam é a vida de cada pessoa que está ligada a mim, seja a “caixa das flores” ou “o cesto de oração”, me fez entender que a doença ou a dificuldade não me aniquilam da vida do outro, mas me inserem ainda mais.

Louvo a Deus pela graça de sermos família e por tudo aquilo que vencemos juntos e a graça de permanecer”.

Assista um programa especial e saiba mais de Maria Paola:

 

0 Comments

Leave a Comment

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password