Idoso reencontra a família – Aliança de Misericórdia

Idoso do “Morada Nova Luz” reencontra a família após 30 anos

A última segunda-feira (22) ficará para sempre na retina do senhor Faustino da Silva Nunes (86), ex-convivente do Centro de Acolhida Especial para Idosos Morada Nova Luz, serviço mantido por meio de parceria entre a SMADS e a Associação Aliança de Misericórdia.

Foi nesta data que ele reencontrou sua família na pequena cidade Morro do Chapéu, interior da Bahia, após 30 anos.

Faustino veio para São Paulo à procura de trabalho e sempre morou na zona sul, próximo a região de Santo Amaro, onde fazia alguns bicos nas ruas e sempre alugava um quarto para passar a noite.

Por conta de dificuldades financeiras, as noites nas ruas da capital se tornaram frequentes. Foi nesse período que as equipes do Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS) o conheceu e, após algumas abordagens o senhor foi encaminhado para o Morada Nova Luz, onde ele passou a residir com outros idosos e a receber todo o atendimento necessário por parte da Assistência Social.

A perda do contato com a família foi relatada para uma das assistentes sociais do serviço que passou o caso para o SMADS-Desaparecidos, um setor especializado em localização familiar da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS).

Reatando laços

“Fui contactado pela assistente social do serviço, e na sequencia iniciei as pesquisas no banco de dados. Consegui localizar o endereço de duas irmãs na cidade de Morro do Chapéu-BA, mas não havia telefones.

Então decidi manter contato com a Assistência Social do município que me auxiliou no processo de localização”, relata Darko Hunter, responsável pelo SMADS-Desaparecidos.

A família do senhor foi localizada no dia 12 deste mês, a partir de então ele decidiu que iria voltar à Bahia para ficar e morar com Veneranda da Silva Nunes, uma de suas quatro irmãs.

“Os olhos dele brilhavam. Ele ficou muito emocionado, colocou a mão no coração e disse que era isso que ele queria há muito tempo, mas não tinha como pelas condições”, diz a assistente social do centro de acolhida, Maria Alice.

Conhece alguém que necessita dos serviços prestados pelo SMADS-Desaparecidos? Preencha o formulário disponível por meio do link http://migre.me/t6ph3 ou curta a página no facebook .

prefeitura.sp.gov.br

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password