Consagração a Jesus pelas mãos de Maria

No dia da consagração, o devoto deverá se confessar e participar de uma Missa e assim, durante a ação de graças, fará a consagração à Maria lendo a fórmula da consagração.

Motivos para a consagrar-se

A consagração a Jesus pela mãos de Maria ganhou fama depois que São João Paulo II confessou que foi através dela que sua vida de devoção mudou. Segundo ele próprio quando jovem leu o Tratado de Verdadeira Devoção à Virgem Maria, nos intervalos do trabalho na siderúrgica.

“Eu próprio, nos anos da minha juventude, tirei grandes benefícios da leitura deste livro, no qual “encontrei a resposta às minhas perplexidades” devidas ao receio que o culto a Maria, “dilatando-se excessivamente, acabasse por comprometer a supremacia do culto devido a Cristo” (Dom e mistério, pág. 38).

Sob a orientação sábia de São Luís Maria compreendi que, quando se vive o mistério de Maria em Cristo, esse risco não subsiste. O pensamento mariológico do Santo, de fato, “está radicado no Mistério trinitário e na verdade da Encarnação do Verbo de Deus (ibid.) – (Carta de São João Paulo II às Famílias Monfortinas, 2004).

Pode interessar: Os pilares da santidade de São João Paulo II

Como realizar?

Segundo o padre Paulo Ricardo, não foi São Luiz Maria quem inventou a devoção a Maria; foi o próprio Jesus aos pés da cruz, quando disse: “Mulher, eis aí o teu filho – e dirigindo-se ao discípulo, disse – Eis aí tua mãe”. Nesse momento ele entregou sua mãe Maria e nos entregou a ela. Isso ele explica em uma aula com o professo Felipe de Aquino

Segundo o método de São Luiz Maria G. de Monfort, para se consagrar a Jesus pelas mãos de Maria o fiel deverá preparar-se num período de 30 dias, culminando numa festa mariana. Sendo assim:

  • 12 dias preliminares: dedicado ao desapego do mundo;
  • 1ª Semana: empregada em adquirir o conhecimento de si mesmo;
  • 2ª Semana: empregada em adquirir o conhecimento da Santíssima Virgem;
  • 3ª Semana: empregada em adquirir o conhecimento de Jesus Cristo

Para os que renovarão, é necessário fazer apenas as três semanas, mas, caso deseje, pode fazer também os 12 dias preliminares.

No dia da consagração, o devoto deverá se confessar e participar de uma Missa e assim, durante a ação de graças, fará a consagração à Maria lendo a fórmula da consagração.

Se prepare com a Aliança de Misericórdia

Neste ano, os membros da Aliança são convidados a fazerem a consagração e renovação no dia 31/12, durante a Missa da Virada, quando o Movimento celebrará seus 21 anos.

Sendo assim, aqueles que farão pela primeira vez, comece a preparação no dia 29/11, com os 12 dias preliminares, dedicados ao desapego do mundo.

Para os que renovarão:

1º Semana: início dia 11/12

2º Semana: início dia 18/12

3º Semana: início dia 25/12

Adquira aqui o livro “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem”, de São Luís Maria Grignion de Montfort.

Gesto Concreto

Em vista desse caminho de preparação é pedido um gesto concreto de caridade.
Como membros, a Aliança sugere uma economia, que possa ser doada em ajuda às fraternidades na Venezuela e em Moçambique (África), “que normalmente vivem situações bem desafiadoras e difíceis“, como frisou o Pe. Evandro, vice-presidente da Aliança.

Organização Religiosa Aliança de Misericórdia
CNPJ: 31 873 566/0001-51

  • Banco Bradesco 
    Agência 3137-2
    Conta 14254-9
  • Banco Itaú
    Agência: 0036
    Conta Corrente: 14.401-2

Para que possamos identificar as doações, fazendo seu gesto concreto de caridade junto a Aliança, pedimos que nos envie o comprovante clicando aqui. 

Boa jornada e salve Maria!

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password