fbpx

‘Bora’ viver um ano na Escola de Evangelização?

Para você que não via a hora de se inscrever nesse projeto proposto pela Aliança de Misericórdia, chegou o grande dia! Já estão abertas as inscrições para a Escola de Evangelização 2022!

Clique aqui, faça sua inscrição e saiba como participar!

O que é?

A Escola de Evangelização da Aliança teve início em 2008, nascendo com o objetivo de formar evangelizadores, autênticas testemunhas do Evangelho para nossos dias.

Para quem se destina?

É um projeto destinado aos jovens que se colocam à disposição de Jesus e de Sua Igreja, doando um ano de sua vida para formarem-se como evangelizadores, partindo da missão que Jesus confiou aos seus discípulos: “Ide por todo o mundo, proclamai o Evangelho a toda criatura” (cf. Mc 16,15).

Qual a proposta?

A Escola de Evangelização oferece um espaço de vida comunitária, formação, trabalho voluntário e experiência de evangelização querigmática e carismática.

Além do mais, este ano de EE, possibilitará um tempo de discernimento vocacional, ajudando o jovem a dar passos no caminho do Senhor. Uma resposta inicial de quem O escutou com admiração, acreditou n’Ele e decidiu segui-Lo, como testemunhas do Evangelho.

Com o período proposto de um ano, após o término, os evangelizadores fazem a escolha de voltar para seus movimentos locais e/ou dioceses de origem, enriquecidos pela experiência comunitária e evangelizadora que realizaram ao longo desse período.

Novidade 2022!

A experiência da EE já aconteceu em algumas cidades onde a Aliança está presente, com a atuação dos missionários da Comunidade de Vida. Neste ano de 2021, os jovens que fizeram parte do projeto, oriundos de diversas regiões, foram enviados para as missões de Belo Horizonte/MG ou Barbalha/CE.

Siga o perfil da Aliança em Belo Horizonte

Essa é uma oportunidade que favorece também o crescimento cultural destes jovens, que mergulham em outras culturas e realidades deste nosso imenso país.

E, para 2022, uma novidade! Trata-se de uma experiência evangelizadora na região Norte do país, com abertura da Escola de Evangelização em Manaus, no Amazonas, onde estamos presentes desde 2009.

Essa experiência foi pensada, principalmente, por conta da fronteira com Colômbia, Peru e Venezuela (onde o Movimento já possui também alguma atuação), possibilitando a jovens desses outros países participarem do projeto, de uma forma mais viável.

Nos outros anos, tivemos alguns estrangeiros que participaram da Escola, e essa proposta vem de encontro a um desejo já expressado por eles, favorecendo a participação de outros.

Testemunho de quem já fez

“A Escola de Evangelização foi um ano mesmo de formação, de muito aprendizado. Carrego comigo muitos valores que aprendi ali. Dentre eles, primeiramente, a minha vida com Deus, que é meu sustento, que me conduz, me dá a direção.

Mas, também a minha experiência de vida fraterna. Sou apaixonada por isso. E, uma das experiências que vivi e trago comigo é o sempre amar nas pequenas coisas, para que as pessoas possam sentir a presença e o abraço de Deus.

A EE nos proporciona viver muita coisa, desde o crescimento na nossa vida espiritual, nas ações de evangelização, até o se relacionar com o outro. Se eu pudesse, indicaria a todos.

Vale a pena olhar pra traz e ver o que Deus fez comigo nesse um ano que doei da minha vida na Escola, e o quanto isso perdura até hoje. Pra mim, em resumo, foi uma experiência de transformação”.

(Juliana Ivoneide – Jáu/SP. Participou da Escola de Evangelização em 2013, na cidade de Belo Horizonte)

Assista o Vlog contando um pouquinho da Vida Fraterna na Escola de Evangelização
 “Tudo entre eles era posto em comum” (At 4, 32).

 

Quem são os formadores?

Os formadores da EE, são missionários ou participantes da Aliança que, conforme as suas capacidades, desempenham essa missão.

Os formadores pessoais são missionários que moram com os jovens e se dedicam à formação na prática da vida diária, na convivência com os outros, nas atitudes configuradas a Cristo, ajudando-os sempre a crescerem humana e espiritualmente.

Para as formações teóricas, outros membros são convidados a compor a equipe, auxiliando na parte de: formação humana, bíblica e de evangelização.

Na prática das evangelizações, missionários com mais tempo de comunidade também atuam como formadores, uma vez que, sendo mais experientes, carregam em si essa missão de formar os jovens, evangelizando junto com eles.

Sobre a missão de ser um formador:

Confiados, primeiramente por Deus, e pela presidência do Movimento a esta missão, o formador na EE é aquele que, a modelo de Jesus Cristo, precisa ser exemplo de vida cristã, de evangelização, de caridade e, principalmente, de vida de santidade.

Ele tem a missão de revelar a face de Cristo a cada jovem. Isso, na vida fraterna, nas formações teóricas, no dia a dia e nas ações de evangelização.

A missionária celibatária, Helena da Cruz, atualmente é uma das formadoras da Escola em Belo Horizonte, e falou um pouquinho desse desafio que é enriquecedor para a vida pessoal e na busca do Reino de Deus.

Dentro da minha experiência pessoal como formadora, existe o desafio de formar cada jovem na sua particularidade. E existe uma alegria de ver uma semente que é plantada no início de um ano e, sem que você faça todo o processo (porque a gente planta, outros regam, mas é Deus que faz crescer), você vê essa semente desabrochando no final do ano: à luz da Palavra de Deus, das experiências de evangelização, convivência com os formadores e formações teóricas”.

Para Eliano Soares, Amigo Missionário da Aliança, em Belo Horizonte – um dos formadores externos, que compõe a equipe, a Escola é uma resposta para a Igreja e para ele, de forma pessoal.

A cada ano, quando vou para a acolhida dos jovens, eu percebo ali a timidez de muitos. Alguns deles chegando sem muita noção da vida de evangelização, da vida missionária… mas, uns três meses depois, você vai para um encontro de espiritualidade e tem ali um jovem pregando com você.

É muito gratificante você olhar e entender que tem participação no processo formativo da vida espiritual destes jovens. E não só nisso, mas também no processo humano. Estes jovens ficam longe de suas famílias, então acabamos nos tornando uma referência para eles.

Quando um jovem vem fazer a Escola, ele aprende muita coisa, entre elas: como ser uma pessoa melhor, como fazer a diferença no mundo… futuramente, alguns serão missionários, outros, resposta de Deus em suas paróquias, evangelizando ali na sua diocese.

Tenho uma alegria muito grande em poder viver, experimentar esse tempo, por cada jovem que passou e que está na Escola de Evangelização hoje. Quando digo que o projeto é uma resposta de Deus para a Igreja, ela é pra mim também, por perceber que eu tenho uma participação na vida formativa deles, e por aprender com eles a ser mais irmão, mais pai, mais filho e a ser mais amigo.

Deus abençoe esse projeto!”

 

Sua hora chegou. Clique aqui e faça sua inscrição!

(Após inscrição realizada, os missionários entrarão em contato com o candidato)

 

 

0 Comments

    Leave a Comment

    6 − um =

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password