fbpx

Aliança em Moçambique

A chegada do Pe. João Henrique e a vice-presidente da obra a missionária Mary, em Maputo/MZ, ganhou destaque no site Boletim Salesiano, com o título “Aliança de Misericórdia chega a Maputo para atender os marginalizados”.

Depois de uma longa jornada de missão pela Europa, juntamente com o Pe. Antonello, Pe. João Henrique desembarcou em Maputo para iniciar a mais uma missão. Eles foram acolhidos na Comunidade Missionária de Villaregia, comunidade de origem dos padres, no dia da Santíssima Trindade.

Acompanhe a matéria do Boletim Salesiano em Moçambique na íntegra:

Aliança de Misericórdia chega a Maputo para atender os marginalizados

A Igreja em Moçambique acaba de ganhar mais uma obra especial dedica à população mais necessitada e desassistida. Estão no país para abrir uma casa de acolhida para a população carente o Pe. João Henrique Porcu e a missionária Mary Ferreira Machado, ou Mary de Calcutá, do Movimento Eclesial Aliança de Misericórdia.

Eles vieram a convite do Arcebispo de Maputo, Dom Francisco Chimoio, com a intermediação do Provincial Salesiano no país, Pe. Marco Biaggi. Pe. Henrique é um dos fundadores da Aliança de Misericórdia, juntamente com Pe. Antonello Cadeddu e a irmã Maria Paola.

“Estamos considerando a possibilidade de morar numa estrutura que será colocada à nossa disposição e que no fututo, se Deus quiser, poderá ser adquirida para um serviço eclesial. O centro se encontra em Massaca, era casa para meninas órfãs da senhora Alima, não distante da Casa do Gaiato.

Nesta terra tem várias estruturas, algumas nunca utilizadas, como um pequeno hospital já equipado mas que ainda não foi inaugurado”, adiantou Padre Henrique, com exclusividade ao Boletim Salesiano On-line.

Para assumir a obra, virão do Brasil em fins de Junho ou início de Julho, inicialmente, quatro missionárias e dois voluntários. Depois será acrescentado um outro missionário, um padre, cuja ordenação está marcada para o final de Novembro e que deverá vir em Janeiro ou Fevereiro. “Eles estão bastante entusiasmados com a abertura de nossa primeira casa no Continente Africano”, disse Pe. Henrique.

O Movimento está presente em mais de 50 cidades do Brasil – com 23 casas de acolhida para moradores de rua – e em outros seis países (Bélgica, Itália, Polônia, Portugal, República Dominicana e Venezuela), através da adesão dos membros a um dos elos de pertença.

A Aliança de Misericórdia é uma Associação Privada de Fiéis, com sede na Arquidiocese de São Paulo, Brasil, e cuja identidade se encontra em sua Palavra de Vida “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque o Senhor me ungiu, enviou-me a anunciar a boa nova aos pobres…” (Is 61,1ss e Lc 4,18-19).

maputo-MoçambiquePerguntado sobre qual será especificamente o trabalho dos missionários e voluntários em Moçambique, Pe. Henrique respondeu:

“O nosso desejo é fazer tudo; queremos cuidar do povo de rua, das crianças, dos adultos, dos abandonados, dos jovens criminosos, das prostitutas, dos idosos abandonados, pois nosso trabalho é caracterizado por nosso carisma – a misericórdia – e a primeira expressão da misericórdia a evangelização, é anunciar um Deus que é misericórdia, evangelização feita por palavras e por atos práticos, como disse Jesus a Santa Faustina no Diário”.

O religioso adiantou também que estarão aqui como presença de amor e de escuta. “Então, antes de definir o começo do trabalho, nós estaremos aqui para tentar entrar na realidade de Moçambique, com muita humildade, com muita escura e muito respeito por uma cultura diferente.

Desejamos trabalhar com o povo de rua e com os jovens na evangelização, sobretudo com a população que não frequenta a Igreja, enfim, estamos aqui a disposição da Arquidiocese de Maputo para amar e dar a vida por esse povo tão querido”.

Sobre o porquê da escolha de Moçambique para a primeira casa em África, Pe. Henrique explicou que a proposta nasceu de um encontro casual com o Pe. José Maria, da Casa do Gaiato. “Ele tinha perdido o avião, em São Paulo, e através do Pe. António (Beretta, da Comunidade de Villaregia), entrou em contacto com nossa comunidade Aliança de Misericórdia”.

Prosseguindo, Pe. Henrique esclareceu que naquela ocasião o Pe. José Maria já estava gravemente enfermo e manifestou o desejo de encontrar uma associação que continuasse o trabalho dele na Casa do Gaiato, nas aldeias onde tinha construído e organizado ao redor da Casa, na Paróquia de Boane.

“Ele nos expressou sua confiança e gostou tanto de nossa comunidade e insistiu para que viéssemos conhecer a realidade de Moçambique. Infelizmente, só viemos quando ele já estava hospitalizado em estado grave em Portugal. Ele voltou só para nos acolher e pouco tempo depois faleceu.

Foi muito bonita a acolhida que nos deu Dom Francisco (Chimoio)e o Bispo Auxiliar (então Dom João Carlos Nunes)”.

 

 

0 Comments

    Leave a Comment

    Login

    Welcome! Login in to your account

    Remember me Lost your password?

    Lost Password