A Primavera de Deus em nossas vidas

Caminho de Ipês.

“Porque eis que passou o inverno; a chuva cessou, e se foi. Aparecem as flores na terra, o tempo de cantar chega e a voz da rola ouve-se em nossa terra. A figueira já deu os seus figos verdes e as vides em flor exalam o seu aroma; levanta-te, meu amor, formosa minha, e vem” (Ct 2, 11-13)

A Esperança de uma nova vida

A Primavera nas Sagradas Escrituras nos motiva à ideia de esperança. O Papa São João Paulo II ao dirigir-se aos membros dos Movimentos eclesiais e das Novas Comunidades, numa homilia proferida no Domingo de Pentecostes de 1998, disse que estas são “expressões providenciais da nova primavera suscitada pelo Espírito com o Concílio Vaticano II”.

Este contexto nos ajuda a refletir sobre a primavera como tempo conveniente para as surpresas e, poderíamos até mesmo dizer, favorável para experienciar o novo de Deus.

Compreendemos que cada estação tem suas características agradáveis e desagradáveis.  Ah, mas a primavera … É belíssima com suas flores que preparam o surgimento dos frutos, sua beleza nos surpreende e nos impulsiona para o desejo de vida nova, para o desejo de sermos novas criaturas.

Força para o cansado

Gosto de pensar nela como um momento onde cansados de lutar com as nossas próprias forças, nos abandonamos sem medo nas mãos de Deus e Ele, com uma voz doce, nos diz com aquela voz que só Ele tem: “recalculando a rota!”

Este é um momento em que um frio na espinha nos invade, mas sabemos que Deus é amor e que tudo o que fará será simplesmente o melhor. Como constatamos na passagem da pesca milagrosa:

Quando acabou de falar, disse a Simão: ‘Avança para águas profundas e lançai vossas redes para a pesca’. Simão respondeu-lhe: ‘Mestre, nós nos cansamos a noite toda e nada apanhamos, mas, em atenção a Tua Palavra, lançarei as redes’. Feito isso, apanharam tão grande quantidade de peixes que as redes se rompiam” (Lc 5, 4-6).

Abandono e confiança

Lancemo-nos nessas belas surpresas que de Deus tem reservado para nós. Desabrochemos como as flores que na Primavera se abrem com toda potencialidade, com todas as possibilidades de deixar surgir tudo o que possuem de melhor e de mais belo. Permitamos que o Espírito suscite tais realidades em nós!

O Espírito Santo nos move e quer ter um relacionamento íntimo e pessoal conosco, nos inspira, não nos deixando parados no inverno.

No Inverno Ele está conosco, mas abrasados pelo fogo de Sua Presença, somos provocados a encontrar em nós mesmos o nosso melhor, para assim vivermos a passagem do inverno para primavera também em nossa vida e sermos quem fomos criados para sermos e assim chegarmos à verdadeira felicidade.

Eliane Cristina Martins, colaboradora da Aliança de Misericórdia

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password