A graça de Deus transformou minha vida

“A vida só tem sentido se a gente deixar Deus penetrá-la”. Donisete Silva Santos, 45 anos. Nasceu em São Miguel Paulista, no estado de São Paulo. Sua história foi marcada pela misericórdia e compaixão. Onde não existia amor, a Graça de Deus entrou e transformou o vazio em vida.

A Graça de Deus transformou o vazio em vida

Eu nasci num antro de prostituição, fui criado nesse espaço, e só conheci meu pai aos sete anos de idade, e ia visitá-lo na cadeia quando estava preso. Aos nove anos de idade fugi de casa para morar num desmanche de carro, porque era muito difícil a convivência na minha casa, meu irmão roubava e minha mãe me batia.

Permaneci lá, no desmanche, até os 12 anos, quando voltei para minha casa. Fiquei com a minha mãe até os 14 anos, mas não aguentei e fugi novamente para morar com uma traficante. Ela me ensinou a usar droga e iniciou a minha vida sexual.

Mas essa estadia foi por pouco tempo, pois ela me usou durante uma semana e depois me mandou ir embora e eu fui para rua! Passei a achar que as mulheres não valiam nada.

Caminho de escuridão

Aos 20 anos tive a primeira mulher com quem morei junto e com ela eu tive uma filha que deixei de lado. Aos 22 tive outra companheira que também teve uma filha minha e eu novamente as deixei sozinhas.

Aos 23 anos eu tive outra mulher, com quem morei aproximadamente 10 anos, com esta eu tive 3 filhos, 2 meninas e 1 menino, mas devido a minha vida de prostituição, droga e roubo eu tivemos que nos separar.

Voltei novamente para a casa da minha mãe, mas estava ainda pior. Eu bebia três litros de pinga por dia, trabalhava uma semana e ficava outras duas semanas parado usando drogas, bebendo, me prostituindo, até que aos 39 minha mãe me mandou embora, por que não aguentava mais meu comportamento e meus vícios.

Senti mais raiva e ódio de mim, da minha família. Voltei para a rua e fiquei numa situação pior do que a que já estava. Usava drogas pesadas, como o crack. Mas, após 15 dias na rua passaram três pessoas e me ofereceram ajuda, e mesmo com receio eu aceitei.

Deus faz bem todas as coisas

Então fui para uma das casas de acolhida da Aliança, lá precisei escolher por mudar as minhas atitudes, então entendi que eu não tinha que me curar do álcool e da droga, mas sim fazer uma experiência com Deus.

Eu aprendi na casa a amar o próximo como a mim mesmo, nunca pensar somente em mim, mas sempre no próximo. Lá passei a cuidar dos idosos.

Na minha vida velha o que eu mais fazia era roubar idosos, sempre que via um idoso bêbado eu o roubava, mas, cuidando deles passei a experimentar o amor que não tive na infância, como o de pai.

E hoje eu sei que através daqueles idosos que eu cuidava, eu consegui me curar dos vícios, consegui o amor deles e isso foi muito importante para minha vida e para minha história.

Hoje o maior sentimento na minha vida é que Deus teve muito amor e misericórdia comigo. Todos os dias vivo o “só por hoje”, no meu trabalho, na Igreja, na minha vida em casa, na escola.

Hoje aonde eu chego sou bem tratado, aonde chego tenho dignidade e posso dizer que vivo e sou filho de Deus. Hoje a minha vida pertence a Deus!

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password