Papa Bento XVI e seu irmão Pe. Georg – a despedida dos irmãos

Sacerdotes, amigos, irmãos: eles encararam com serenidade e fé o final da vida terrena, sabendo que a vida ilumina a morte e a morte ilumina a vida.

Uma viagem de emergência

O Papa Bento XVI, de 93 anos, viajou no mês passado a Ratisbona, Alemanha, para visitar o irmão mais velho, pe. Georg Ratzinger, de 96, gravemente enfermo. Foi uma viagem quase de emergência, com pouco tempo de planejamento.

Peter Seewald, biógrafo de Bento, comentou sobre o Papa Emérito e a sua ligação com o irmão maior:
“Ratzinger não é o intelectual frio, o rígido príncipe da Igreja, mas uma pessoa emotiva e cálida. Essa é uma fé vivida e profundamente humana. E por isso mesmo, tão comovente”.

Seewald declarou que o afeto demonstrado pelos irmãos Ratzinger é um chamado à reflexão em tempos de coronavírus, quando muita gente foi praticamente obrigada a morrer sozinha.

Um reencontro emocionante

Dom Rudolf Voderholzer, bispo de Ratisbona, comentou que a “visita muito emocionante” foi difícil devido ao pouco tempo de planejamento, mas que foi um alívio saber que pôde realizar-se o desejo dos dois irmãos Ratzinger de se reencontrar. Sobre Bento XVI, o bispo comentou:

“Foi uma viagem de humanidade. Vimos esse homem de grande espírito na sua fragilidade, na velhice e na finitude. Ele falava em voz baixa, quase sussurrante. A articulação foi difícil para ele. Seus pensamentos são completamente claros; a memória e a lucidez são fenomenais. Mas para a vida cotidiana ele depende da ajuda dos outros. É necessária muita coragem e humildade para se colocar nas mãos dos outros e mostrar isso em público”.

A diocese ofereceu hospedagem ao Papa Emérito no seminário de Ratisbona, que fica perto da casa em que morava o pe. Georg.

Família de fé

Bento aproveitou esta curta estadia em sua terra natal para visitar também o cemitério de Ziegetsdorf e rezar diante do túmulo de seus pais e de sua irmã mais velha, Maria, falecida em 1991. Ele já havia orado por eles no mesmo local durante uma visita anterior, quando ainda era o Papa reinante, acompanhado pelo irmão.

Sempre unidos, os irmãos Ratzinger foram ordenados sacerdotes no mesmo dia, 29 de junho de 1951, na catedral de Freising. Dois dias depois de completarem 69 anos de sacerdócio, os irmãos foram separados nesta vida em 1º de julho de 2020: Georg partiu primeiro rumo à Casa do Pai.

Em “peregrinação a caminho de Casa”

Bento se prepara para a mesma viagem. No dia 7 de fevereiro de 2018, por ocasião do quinto aniversário da sua renúncia, o Papa Emérito enviou uma carta ao jornal italiano Corriere della Sera confirmando a natural deterioração da sua saúde física e afirmando, com grande simplicidade, que já estava “em peregrinação a caminho de Casa”. Ele escreveu na ocasião:

“Só posso dizer que, na lenta diminuição das forças físicas, estou interiormente em peregrinação para Casa. Para mim, neste último trecho do caminho, às vezes um pouco esgotador, é uma grande graça estar rodeado de amor e bondade tamanhos que eu não poderia ter imaginado”.

A serenidade diante do final da vida terrena é um sinal de fé. É a consciência de que a vida ilumina a morte e, portanto, a morte ilumina a vida. A morte, afinal, é apenas uma passagem.

Segundo Fonte de Aleteia Português

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password